2017 foi o ano do Ransomware, que se transformou em uma nova ameaça global. Mas tudo indica que tudo o que aconteceu nos últimos meses seria apenas o começo.

A empresa de segurança digital Sophos liberou um relatório onde projeta que o Ransomware pode disparar em 2018. A rápida expansão do WannaCry, que se utilizou de uma antiga vulnerabilidade do Windows para se propagar, é uma mostra de como o controle dessas ameaças pode ser algo bem difícil.

Essa ameaça segue presente, pela natureza inerente das pragas seguirem escaneando e atacando computadores.

Os cibercriminosos devem desenvolver novos programas baseados no WannaCry e no NotPetya, com capacidade de replicação. O Bad Rabbit, muito similar ao NotPetya, é um exemplo disso.

A Sophos adverte sobre o potencial risco do Android, que corre o sério risco de se transformar em meio de propagação de Ransomwares.

Em 2016, foram 8.5 milhões de casos de aplicativos suspeitos desenvolvidos para o Android. Em 2017, esse número deve superar os 10 milhões.

A Sophos focou seu relatório no ambiente empresarial, e não descarta a propagação dos Ransomwares nos dispositivos pessoais para 2018.

A essencial recomendação é: cuidado com sites e arquivos suspeitos na rede.

 

Via Sophos