A pergunta só existe porque a Microsoft levantou essa bola durante a apresentação do Surface, no meio do ano. Com configurações mais robustas que os demais tablets que encontramos no mercado, o Windows RT seria um “sistema operacional completo em um corpo de tablet”, oferecendo maiores funcionalidades e possibilidades que os sistemas móveis do mercado (iOS e Android). E isso é verdade. Agora… o Windows RT é completo o suficiente para fazer com que um tablet substitua de forma efetiva o seu notebook com Windows 8 (ou Windows 7, ou até mesmo um Macbook)?

A resposta é NÃO! Um dispositivo com Windows RT não pode substituir um notebook tradicional, e meus argumentos estão descritos abaixo.

O Surface RT não é um computador portátil. É um tablet!

Todos os fanáticos por tecnologia, e principalmente, por tablets, sabemos como o Microsoft Surface funciona. Sabemos que é o principal dispositivo com o Windows RT, e que esse produto é o principal ponto de comparação desse post. Porém, mesmo que o Surface RT conte com especificações de hardware muito interessantes e cases protetores com teclados completos para um digitar mais confortável, ele ainda é um tablet convencional. E com Windows RT, o que pode oferecer muitas desvantagens diante de todo o potencial que hoje exploramos em um notebook, principalmente em um uso profissional.

Se você pensa em trocar o seu notebook ou até mesmo o netbook para o Surface RT (ou outro tablet com Windows RT), ele precisa fazer pelo menos as mesmas tarefas mais básicas que o seu equipamento faz hoje, além de ler e-mails, navegar na internet, acessar bem as redes sociais, etc. Porém, no uso de tarefas específicas, para fins profissionais, o computador ainda é insubstituível. Por exemplo, para editar e criar arquivos em CAD, o popular AutoCAD do AutoDesk é fundamental. Para trabalhos gráficos, o Corel é necessário. Para edições de áudio, você precisa contar com, pelo menos o Audacity para isso.

E esses são programas que o Windows RT não aceita a sua instalação. A versão mais básica para tablets do sistema da Microsoft só aceita a instalação de aplicativos vindos da Windows Store, e por enquanto, a presença de aplicativos mais técnicos é praticamente nula. Além disso, os programas mais técnicos exigem o uso do desktop tradicional do Windows para funcionar (isso, sem falar na compatibilidade com apenas um tipo de processador). No caso do Windows 8, o sistema pode rodar qualquer software de terceiros a serem instalados, mas no caso do Windows RT, ele é bem mais limitado nesse aspecto.

O Windows RT é ideal para o uso com a internet e com tarefas simples

É bom deixar claro que o Windows RT não é “uma porcaria”. Não tenho nada contra o sistema. Pelo contrário. Sua usabilidade é bem simples, em níveis que o iOS e o Android não conseguiram alcançar. É um sistema ótimo, e a interface adotada pela Microsoft é simplesmente incrível.

Para navegação na internet, o Windows RT é talvez a melhor plataforma para tal missão a partir de um dispositivo sensível ao toque. Ao acessar o Internet Explorer 10, podemos notar como todos os botões de ação para navegação contam com um tamanho generosamente grande, e tudo foi feito para facilitar o seu uso para diferentes tipos de usuários.

Além disso, a possibilidade de gerenciar as nossas redes sociais de forma simples e conjugada é algo excelente. Além de contar com um case com teclado incorporado, desenvolvido para esse dispositivo, o que permite ao usuário escrever textos ocasionais, postagens em blogs ou edições rápidas em algum documento de texto ou planilha de cálculo que precisa ser entregue. Contar com essa flexibilidade, que é maior que a oferecida pelo iOS e Android, é uma vantagem que devemos considerar.

Você quer substituir o seu notebook por um tablet Windows? Espere mais um pouco…

Não vai demorar muito para o Surface Pro, que é uma versão do tablet da Microsoft, mas com um processador Intel Core Ivy Bridge (com arquitetura x86), que roda a versão Windows 8 Pro. E aí sim, esse tablet vai contar com todas as funcionalidades que estão inclusas nos computadores atuais.

Se você realmente trocar o seu notebook por um tablet Windows, e quer que ele seja a sua ferramenta de trabalho, tal como o seu notebook é hoje, a melhor coisa que você pode fazer por você mesmo é esperar pelo lançamento do Surface Pro, ou optar por algum tablet com Windows 8 (não com Windows RT) que já está disponível no mercado, como é o caso do Lenovo IdeaPad Lynx, para citar um exemplo.