A Sony acaba de anunciar o segredo menos guardado das últimas semanas: o PlayStation 4 é um projeto oficial da Sony. O evento ainda está acontecendo em Nova York, e o anúncio marca a entrada da fabricante japonesa em uma nova fase no mercado de games, onde o objetivo do novo console é ser uma plataforma de entretenimento integrada com redes sociais, gráficos complexos e performance impressionante.

O produto quer ir além do videogame, e ser literalmente um PC potente para os games. Algo que o projeto Xbox quis ser no seu começo, mas no caso da Sony, oferecendo um hardware potente o suficiente para oferecer uma experiência de ecossistema que vai muito além de um simples console de videogames.

Parte do hardware do PlayStation 4 foi revelado, onde merece destaque especial a sua GPU com 8 GB de GDDR5 RAM. Segundo a Sony, esta é uma placa gráfica de PCs melhorada e otimizada para o console doméstico, pensado assim em mostrar os melhores gráficos imaginados no mundo dos games. O futuro console terá um processador x86, com 8 núcleos de CPU, que oferece quase 2 teraflops de desempenho computacional.

A Sony também mostrou como será o controle do PlayStation 4, e também não tivemos surpresas. O mesmo controle visto nos protótipos de SDK do console visto nos últimos dias foi confirmado, mas em um formato mais refinado e com uma aparência renovada, inclusive com a pequena tela integrada ao controle.

Outra novidade do PlayStation 4 (que não era tão novidade assim, pois foi algo especulado por alguns veículos) é que o console não terá compatibilidade com os jogos do PS3, PS2 ou PsOne em disco, mas sim via streaming. E, tal como especulado, o serviço da Gaikai, adquirido pela Sony no ano passado, entra em ação para oferecer alguns títulos da Sony na nuvem, possibilitando assim a oferta via streaming. Os jogos poderão ser compartilhados via PSN, exibindo listas de amigos de modo que não só poderão observar nosso progresso, mas também serão capazes de tomar o controle do jogo para nos ajudar a atravessar um trecho difícil de alguma fase, ou simplesmente nos mostrar o que devemos fazer.

Além disso, o sistema de inicialização será instantâneo, fazendo com que o novo console fique em constante modo de “hibernação”, no lugar de ficar completamente desligado. Para tornar isso possível, um chip específico dentro do PS4 ficará encarregado de enviar, baixar e rodar os jogos. Enquanto isso, o botão social do DulaShock 4 pode compartilhar pequenos vídeos de 10 segundos de duração, sendo uma espécie de Vine dos videogames.

O PlayStation 4 também vai permitir a interação com o PS Vita. O console portátil poderá atuar como controle do novo console (não em todos os jogos), de modo parecido com o GamePad do Wii U.

A Sony promete revelar novidades e aprimoramentos no PlayStation 4 ao longo dos próximos meses e durante a E3 Games 2013, que acontece no meio do ano. Seu lançamento está previsto para o final de 2013.