picocassette

O Picocassette tenta ressuscitar nos smartphones algo que fez parte da infância de muita gente: os cartuchos de videogames.

O conceito usa um acessório pensado nos smartphones atuais, que serve como intermediário entre o telefone e o cartucho de videogame. No passado, os cartuchos eram de tamanho considerável (de acordo com o console), onde em um dos lados temos os contatos que eram inseridos para sua execução. Os cartuchos eram maiores inclusive que os smartphones atuais, e utilizar esses cartuchos nos dispositivos de hoje seria algo quase impossível, por conta das portas de entrada e saída disponíveis.

O Picocassette propõe a inserção do cartucho no conector de 3.5 mm para fones de ouvido, de modo que ele se executaria a partir da unidade externa, e o jogo teria que ser baixado da loja de aplicativos. A ideia aqui é que ele seja um dispositivo que se conecte ao smartphone e pronto: pode começar a jogar. É uma boa ferramenta para os desenvolvedores distribuírem seus jogos de forma independente.

picocassette-02

Por enquanto, a empresa por trás do projeto lançou o primeiro jogo nesse formato, o Ninja JaJaMaru-kun, lançado em 1985 para o Nintendo 8 Bits. Esse cartucho custa aproximadamente 40 euros, e a campanha de crowdfunding alcançou até agora 34% do seu valor proposto de financiamento, com o objetivo final de oferecer jogos para iOS e Android com um preço menor (25 euros).

Uma iniciativa que busca resgatar jogos históricos, que aparece no momento em que a Nintendo começou a criar jogos para smartphones. Interessante.

 

Via CNET