Na semana passada, o Departamento de Imigração dos Estados Unidos anunciou que eles estão abandonando os smartphones BlackBerry como os seus principais dispositivos, adotando o iPhone como opção. A seguir, outro departamento do governo norte-americano segue o esmo caminho: o Departamento de Defesa (ou Pentágono), anunciou que vai adotar os dispositivos iOS e Android em sua rede, substituindo os telefones da Research in Motion.

O Pentágono planeja contratar um especialista que vai desenvolver um sistema que gerencie e proteja pelo menos 160 mil dispositivos iOS e Android dos funcionários do governo norte-americano. De acordo com um documento publicado na semana passada, o sistema pode ser expandido para até 8 milhões de dispositivos. Entretanto, o Pentágono não pretende abandonar por completo os smartphones BlackBerry, e pretende manter o seu suporte aos dispositivos. Até porque o atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, é fã declarado dos telefones BlackBerry.

Na prática, temos aqui mais um duro golpe contra a imagem da Research in Motion. Uma vez  o Pentágono adotando os dispositivos iOS e Android em sua rede, as chances dos funcionários do governo permanecerem com os seus BlackBerrys é consideravelmente pequena. O BlackBerry era visto como sinônimo de smartphone seguro justamente por causa dessa oferta de serviços para as agências governamentais, mas isso não significava que isso seria para sempre.

De acordo com o documento publicado, o Pentágono quer dar aos seus funcionários a oportunidade de ter uma maior liberdade de escolha ao utilizar um dispositivo móvel no departamento de defesa, e assim, tirar vantagem das crescentes capacidades das conexões sem fio existentes e em desenvolvimento.

Via