Você anda tão viciado em Twitter que até já pensa com 140 caracteres? A digitação de mensagens curtas virou um hábito que vai além da necessidade de compartilhamento rápido, se tornou uma necessidade ao transmitir informações eficazes e que possam ser lidas em qualquer hora e lugar, principalmente no seu smartphone.

A vida anda tão agitada que os textos digitados em aparelhos celulares acompanharam a tendência.  Pesquisas recentes do INdT (Instituto Nokia de Tecnologia) apontam que os textos seguem uma linha casual, sem estruturas lingüísticas e com o uso frequente de abreviações. Isso acontece porque os usuários têm um ritmo acelerado na rotina e não podem perder muito tempo na frente do um computador para simplesmente enviar um recado.

Outra curiosidade que a pesquisa identificou é que a maioria dos usuários prefere o teclado QWERTY físico, por causa da familiaridade com o design do teclado do computador, mas há quem diga que eles podem não ser os favoritos por muito tempo. Para um futuro muito próximo, podemos esperar que os aparelhos com telas sensíveis ao toque (touch screen) conquistem cada vez mais um espaço em nossos corações.

Listamos abaixo os modelos de teclado dos smartphones vendidos atualmente:

QWERTY físico: Similar aos teclados de computadores, ele dispõem de teclas únicas para cada letra do alfabeto. Pontuações e acentuações são acessadas por meio de teclas exclusivas ou em listas de caracteres especiais. As teclas são geralmente dispostas em três ou quatro fileiras com dez botões cada. No exemplo, o teclado QWERTY do Nokia E72.



QWERTY virtual:
O teclado virtual está presente em aparelhos com telas sensíveis ao toque. Ele apresenta configuração semelhante ao teclado físico, mas se difere por não apresentar retorno tátil à pressão nem permitir a localização de teclas pelo relevo da superfície. Contudo, permite personalização do layout do teclado sem a necessidade de alterações físicas, o que facilita a adaptação do teclado ao idioma, capitalizações e acentuações. A foto é do teclado QWERTY virtual do Nokia 5800 Comes With Music.

Alfanumérico físico: Nascidos nos aparelhos de telefonia fixa, os teclados alfanuméricos tornaram-se padrão nos celulares. Sua simples disposição – doze teclas em quatro fileiras de três teclas – permite fácil acesso aos dez algarismos e vinte e seis letras do alfabeto. A digitação de números ocorre com um toque em cada tecla. Já a de textos é mais trabalhosa. Ou seria, não fosse o salvador T9, que consegue “adivinhar” a palavra que você está digitando, com base nas letras inseridas. O teclado alfanumérico da foto é o do Nokia N86 8MP, que não chegou a ser lançado em terras brasileiras.

Alfanumérico virtual: Tem gente que consegue digitar mais rápido com o T9 do que outros com um teclado QWERTY. Então, para quem não consegue perder o costume com a digitação alfanumérica, muitos aparelhos ainda usam esse layout. Na imagem, de novo, o Nokia 5800 Comes With Music dá o exemplo..

Escrita manual: Ok, este é o método mais excêntrico de escrever uma mensagem. A entrada de texto por escrita manual consiste em uma área na tela destinada ao desenho dos caracteres, que é identificado pelo aparelho e então o caractere é incluso na área de texto. Leva tempo pra pegar o jeito, mas uma vez aprendido, dizem que é muito rápido. No exemplo, a entrada de escrita virtual do Nokia 5800 Comes With Music, nosso heroi, aparece em modo paisagem.

Mesmo que o smartphone não seja muito adequado para entradas de textos longos, ele já está cada vez mais presente em nosso dia-a-dia para a execução de tarefas comuns como a edição de documentos e redação de e-mails. E você, qual sua forma preferida para escrever em seu celular ou smartphone?

via assessoria de imprensa