Nos anos 60 não havia computador, a internet era apenas uma ideia na mente de alguns escritores de ficção científica. No entanto, nos últimos 30 anos, a tecnologia invadiu nossas vidas, nos ajudando a administrar melhor nossas tarefas diárias. As crianças nascidas nos últimos anos fazem parte da primeira geração que cresceu, literalmente, digital.  Ao contrário das gerações anteriores, que tiveram que se adaptar a este novo ambiente com todos os problemas que isso representa para os mais velhos.

De acordo com o levantamento do uso de Internet realizado pela Panda Security, The Cloud Security Company, para a campanha de conscientização “Internet em mãos seguras”, 90% dos usuários da internet acima dos 60 anos são homens e gastam mais de cinco horas por semana online. 98% destes usuários utilizam a rede para checar os e-mails, 67% ficam a procura de informações sobre atividades de lazer, 64% leem notícias e 58% usam serviços de bancos online.

O estudo, realizado entre Novembro e Dezembro de 2010, entrevistou 16.850 usuários de Internet acima de 60 anos sobre as suas atividades favoritas na Web, além dos problemas que eles enfrentam para se adaptar a este novo ambiente digital.

O uso de redes sociais ou a participação ativa em fóruns ou blogs não estão entre as atividades favoritas dos idosos. Para se comunicar com os amigos, apenas 28% utilizam sites de redes sociais e 11% fóruns ou blogs. Na avaliação de Ricardo Bachert, Diretor Geral e de Consumo da panda Security Brasil, o crescimento da base de idosos posiciona o computador como uma fonte de conforto e inclusão social do idoso. “Aos poucos, este estrato da população vai vencendo o medo da informática e ganha um importante aliado no fortalecimento de sua cidadania”, afirma o executivo.

Já para Eduardo D’Antona Diretor Corporativo e de TI da Panda Security Brasil, a participação de sexagenários na rede reforça o perfil da web como mais um ambiente de convívio familiar que requer cuidados cada vez mais estritos. “Proteger este ambiente precioso contra o assédio do crime é um dos grandes desafios da indústria”, assinala o executivo.

via assessoria de imprensa