panasonic_viera_tc_p46g10

A roda da tecnologia não para de girar, e com o passar do tempo, aquelas tecnologias que os fabricantes consideram não mais lucrativas ou até mesmo obsoletas são abandonadas. Nesse caso em especial, estamos falando da tecnologia de TVs de plasma, e da decisão da Panasonic em não mais fabricar produtos com esse material em março de 2014.

Segundo informa o jornal Nikkei, a Panasonic teria pressa em abandonar esse mercado “o quanto antes possível”, e já teria deixado de fabricar televisores de plasma, interrompendo a sua produção no final do ano fiscal de 2013 (ou seja, março de 2014). No quesito vendas das TVs de plasma, elas continuam até o final dos estoques.

Sobre os motivos dessa decisão, ainda segundo o jornal Nikkei, a Panasonic teria acumulado prejuízos que superam os 750 bilhões de ienes durante o ano fiscal de 2012. A Panasonic já estaria negociando com outras marcas a venda dos direitos relativos, além de sua fábrica dedicada à fabricação de televisores de plasma.

Particularmente, conheço poucas pessoas que contam hoje com uma TV de plasma em casa, e entendo que a relação custo/benefício dessas TVs não é algo tão vantajoso quanto se imagina. E levando em conta o prejuízo que a Panasonic acumula apenas nesse segmento, a decisão é considerada mais que compreensível. E não imagino muitas pessoas protestando contra a empresa por causa dessa decisão.

Via Nikkei
Via Reuters