panasonic-tv-plasma

Quando um negócio definitivamente não funciona, e se transforma em uma fonte inesgotável de perda de dinheiro (apesar de diversos esforços para se manter vivo), a coisa mais inteligente a se fazer é cortar o mal pela raiz, e investir em outros produtos. Foi exatamente isso que a Panasonic fez com a sua divisão de televisores de plasma, que chega ao fim de forma oficial.

Essa possibilidade já havia sido especulada antes nos veículos de tecnologia, mas a fabricante sempre negou o fim, tentando assim evitar que os rumores reduzissem o valor de suas ações. Porém, o incêndio já estava fora de controle, com o seu fim efetivo marcado para o mês de março de 2014.

Pois bem, a Panasonic mudou de ideia. Anunciou oficialmente que o fim da produção de TVs de plasma acontece já em dezembro de 2013. Se trata de uma decisão estratégica que, segundo o comunicado emitido pelo fabricante, visa liberar recursos para outros segmentos da empresa. Confirmam que a demanda do produto era baixa, mas também acusam uma “guerra de preços” provocada em parte pelo colapso da Lehman Brothers, em setembro de 2008.

O comunicado da Panasonic (em formato PDF) pode ser lido na íntegra, clicando aqui.