650_1000_moto360

Um estudo da consultora Canalys revela que desde que apareceram os primeiros dispositivos com Android Wear, foram distribuídos (e não necessariamente vendidos) 720 mil unidades de relógios inteligentes com esse sistema. Esse número é irrisório, se compararmos com as vendas de smartphones, mas não é algo necessariamente ruim quando comparados com outras plataformas, como o Pebble, que no mesmo período obteve 600 mil unidades distribuídas.

Se incluirmos as pulseiras quantificadoras e os relógios Pebble – além de outros wearables como o Sony Smartwatch 1 e 2, por exemplo -, os números aumentam notavelmente. O relatório revela que foram distribuías 4.6 milhões de unidades de wearables em 2014, mas sem especificar quais modelos foram os mais populares.

Dentro do segmento com Android Wear, o Motorola Moto 360 foi o líder com sobras, mostrando a relevância que o um bom design pode ter nesse grupo de dispositivos. De fato, parece que esse aspecto tem mais importância que suas funcionalidades (por enquanto).

Os números são modestos, mas o ano de 2015 pode marcar o deslanchar em definitivo de um mercado que espera o Apple Watch. A J.P. Morgan dá as primeiras estimativas de unidades vendidas para o ano fiscal de 2015: 26.3 milhões de unidades.

Se essa previsão se cumprir (é uma aposta alta, ainda mais sem conhecer como vai se comportar o Apple Watch), os smartwatches com Android Wear terão um duro adversário. Sem falar no Pebble e nos modelos com Tizen, que devem apresentar novidades ao longo do ano.

Via ArsTechnicaCanalys