smartphone-sono-cama

Hoje é muito comum a gente ir com o smartphone “para a cama”, para revisar e-mails ou ver as redes sociais antes de ir dormir. Pode ser que você não dê importância, mas especialistas em medicina do sono afirmam que isso é uma péssima ideia, já que a luz azul que emitem os smartphones podem afetar o relógio interno do usuário, deixando o mesmo uma hora a mais acordado do que o habitual.

Por esses efeitos negativos que os smartphones podem ter nesse sentido, os especialistas recomendam a inclusão de uma espécie de ‘modo de sono’, que realmente reduza os níveis de luz azul no seu uso noturno, evitando que o mesmo afete negativamente o nosso descanso.

Alguns aplicativos independentes podem resultar úteis, como por exemplo o Twilight, disponível gratuitamente na Google Play, que ajuda a reduzir os efeitos prejudiciais da exposição noturna à luza azul, mas destaca que nem todos os usuários possuem acesso aos aplicativos desse tipo. Por exemplo, o iPhone da Apple não conta com apps protetores desse tipo em seu catálogo.

Via PhoneArena