panama-papers

Os papéis do Panamá, que envolvem políticos, empresários, investidores, esportistas, criminalistas e pessoas em geral, contam com muitas informações daqueles que tentaram evadir impostos e/ou limpar dinheiro sujo, e só se tornaram públicos mediante um hack de um sistema informático.

Quem comenta é o responsável pelo escritório de despacho de advogados panamenho Mossack Fonseca. Já o fundador desse mesmo escritório, Ramon Fonseca, descartou que o “Wikileaks dos milionários” se trata de “um trabalho interno”, como foi inicialmente especulado pelo Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo (ICIJ), que foi quem disparou o escândalo.

“Não é um vazamento, é um hack. Temos uma teoria, e estamos seguindo essa teoria”, comenta o advogado, confirmando a interposição de uma denúncia diante das autoridades para descobrir os ‘culpados’. É claro que vale mais investigar a origem do dinheiro e acabar de uma vez com todas com os paraísos fiscais, mas obviamente Fonseca está fazendo o seu papel: “O único crime que foi demonstrado até agora é o hack… ninguém está falando disso. Essa é outra história”.

“Os e-mails foram tirados de contexto”, disse a publicação de alguns dos 11.5 milhões de documentos vazados, denunciando uma verdadeira ‘caça às bruxas’ e lamentando o que foi denominado como “ativismo e sensacionalismo jornalístico”. Fonseca garante que eles não violaram nenhuma lei, e que todas as suas operações eram legais, e que não foram destruídos documentos ou ajudaram a evadir impostos ou lavar dinheiro.

Para o advogado, ele tem plena convicção de que não são culpados de nada. O que é estranho é que as mesmas ‘leis’ continuam a ser criadas pelos mesmos que utilizam esse tipo de truques, e que não há nenhum interesse em acabar com os tais paraísos fiscais.

O caso avança. Alguns países pensam na criação de um departamento para aumentar a “transparência” (DICA: já fazemos isso no Brasil, e não adianta nada). Os fiscos europeus estão investigando o caso. Enquanto isso, eu e você precisamos preparar nossa declaração de imposto de renda de forma correta, e não podemos mentir em nada. Caso contrário… você já sabe o que acontece.

Via Reuters