A CES 2013 terminou na semana passada, mas vamos continuar resumindo os principais lançamentos da feira de tecnologia mais importante do primeiro semestre do ano. Entre televisores, computadores, componentes e protótipos, o segmento de tablets apresentou interessantes novidades.

Se os smartphones não tiveram um fluxo abundante de lançamentos na feira de Las Vegas, uma considerável quantidade de tablets foi apresentada, e produtos para todos os gostos e necessidades, indo desde o usuário casual até o profissional, passando pelo sempre muito desejado segmento dos gamers. A seguir, vamos ver alguns dos modelos de tablets que merecem destaque.

Novos Panasonic ToughPad

A Panasonic já tinha apresentado no passado a sua linha de tablets reforçados, a ToughPad, inspirada nos notebooks ToughBook (com resistência em nível militar), mas dessa vez falamos de um tablet ideal para o uso profissional e em situações extremas, onde outro modelo seria muito mais sujeito a quedas e danos irreparáveis. Pois bem, entre os melhores tablets da CES 2013, podemos colocar os dois novos tablets da Panasonic, que cobrem esses requisitos.

Os novos ToughPad FZ-G1 e ToughPad JT-B1 cobrem todas as necessidades que esse tipo de profissional pode ter. O primeiro conta com uma tela de 10.1 polegadas e sistema operacional Windows 8 Pro, com processador Intel Core i5 e uma bateria com até 8 horas de autonomia. O segundo modelo contava com tela de 7 polegadas e sistema operacional Android.

Ainda que os seus preços fiquem na faixa de US$ 2.900 e US$ 1.300 respectivamente, estamos diante de dispositivos que seriam o complemento ideal nos campos corporativos e governamentais. Pense na possibilidade de visualizar e editar arquivos CAD a partir da FZ-G1, diretamente do local de trabalho, e em locais cheios de poeira.

Vizio, e o seu tablet com Tegra 4

Ainda que ele seja um protótipo, a empresa Vizio apresentou o seu primeiro tablet a contar com um dos novos processadores Tegra 4 da NVIDIA, que também foi apresentado na CES 2013. O modelo incorpora uma tela com resolução de 2560 x 1600 píxels, além do sistema operacional Android Jelly Bean. O tablet sequer tem nome comercial a essa altura, mas eles estimam lançar ao mundo o produto no segundo trimestre de 2013. Certamente vamos ver a foto dele na Mobile World Congress 2013.

ASUS VivoTab Smart Tablet

Ainda que suas configurações não sejam as mais poderosas do mercado, esse novo membro da família VivoTab integra um processador Intel Atom Z2760, que é o suficiente para rodar a versão completa do Windows 8 e tudo o que isso significa, como rodar aplicativos de escritório e de terceiros, e não apenas aqueles disponíveis na Windows Store. E essa é uma grande diferença. Além disso, com configurações mais modestas, o novo tablet da Asus ainda pode custar menos que o Surface Pro.

Lenovo Thinkpad Helix

A Lenovo quer mostrar que não é só a ASUS que possui dispositivos híbridos peculiares e fascinantes, e com o ThinkPad Helix, eles demonstraram que podem estar na lista dos melhores tablets da CES 2013. Graças à sua versatilidade e as possibilidades que oferece, mesmo sendo um dispositivo híbrido, algo que para muitos pode resultar em um dispositivo pesado e de transporte complicado. Mas não é este o caso.

O ThinkPad Helix parece ser um híbrido qualquer da Lenovo, como o IdeaPad Yoga 11S, mas não é bem assim. A grande diferença é que esse modelo conta com o seu teclado em separado, no melhor estilo de um dos docks que já vimos tantas vezes em outros dispositivos, mas muito melhor construído, com um acabamento melhor, e com um encaixe perfeito. Dessa forma, podemos usar o modelo como um autêntico computador portátil.

Basta utilizar o seu teclado como base ou simplesmente fechá-lo para usá-lo como um tablet. Ou destacá-lo da tela, como preferir. Se você não precisa do teclado para produzir longos textos, pode deixá-lo de lado, ou deixá-lo em casa. Este conjunto, com o sistema operacional Windows 8, oferece um mundo novo, cheio de possibilidades para os usuários.

Razer Edge

No ano passado, a Razer apresentou um projeto chamado Project Fiona, que tinha como objetivo desenvolver um tablet ideal para os gamers de PC. Finalmente, o projeto passou a ser uma realidade, já que nesta CES eles apresentaram o Razer Edge, um dispositivo que, apesar do seu preço elevado, é simplesmente espetacular.

Falamos de um tablet com processador Intel Core i5 ou i7 (a escolher), gráficos NVIDIA, vários GBs de RAM e uma boa capacidade de armazenamento, onde os seus responsáveis prometem que está capacitado para rodar praticamente “qualquer jogo” (entre aspas mesmo…). Além disso, graças a alguns acessórios disponíveis para esse tablet, podemos utilizá-lo como computador convencional, como tablet, como console (conectando o produto a uma televisão e com dois controles) ou como console portátil.

Seus únicos defeitos estão na resolução de sua tela (1366 x 768 píxels) e o seu preço inicial de US$ 1.000.

Novos protótipos, tamanhos absurdos e a ausência da Samsung

Além dos tablets convencionais que apresentaram, também foram apresentados alguns protótipos, onde merecem destaque o PaperTab, que está em desenvolvimento nos laboratórios da Intel, que faz uso da tecnologia de tinta eletrônica (presente nos dispositivos como o Kindle), mas em um formato que permite ser dobrado. Além disso, a tecnologia permite ao usuário a utilização de até dez dessas telas em conjunto, interagindo cada uma delas com um aplicativo distinto.

A CES 2013 também mostrou a tendência de empresas como Lenovo e Panasonic em lançar tablets “de escritório”, com telas com mais de 20 polegadas, algo considerado absurdo para o propósito inicial de um tablet. Não é voltado para os usuários domésticos, e nem imaginamos empresas usando um tablet com 27 polegadas.

Por fim, bem sabemos que a Samsung guardou todo o seu catálogo de dispositivos móveis para um evento próprio, que vai acontecer durante o mês de fevereiro, dias antes da Mobile World Congress 2013, e tal como aconteceu no ano passado, a sua ausência foi sentida em Las Vegas.

Com informações coletadas do site Gizmologia