jobs-u2

A notícia da possível compra da Beats por parte da Apple surpreendeu a muitos ao redor do planeta. A compra ainda está por ser confirmada oficialmente, mas tudo indica que é só uma questão de tempo. A decisão pode parecer estranha, mas não é. Os laços entre os diretores da Apple e os fundadores da Beats vem da época que Steve Jobs ainda era CEO da empresa, do iPod, e do lançamento do iTunes.

A imagem acima foi registrada em 26 de outubro de 2004, dia do lançamento do iPod de 4ª geração. Jobs aproveitou para apresentar o iPod (RED), onde parte das vendas eram destinadas à luta contra a AIDS, a tuberculose e a malária. O lançamento aconteceu em parceria com a banda U2 (na imagem, Bono e The Edge), que estão acompanhados na foto com o produtor Jimmy Iovine, que hoje é presidente da gravadora Geffen A&M Records. Quatro anos depois, Iovine fundaria a Beats, ao lado do rapper Dr. Dre.

A Bloomberg publicou um artigo explicando como Apple e Beats podem acabar juntas. Steve Jobs e Jimmy Iovine se conheciam pelo menos desde 2000. Essa relação foi forjada por diversas conversas que Apple e Jobs teve com as gravadoras e produtoras para levantar o seu império musical em torno do iTunes e do iPod.

Iovine foi (e ainda é) um dos gurus da indústria musical. Ajudou a criar (por exemplo) alguns dos principais trabalhos de Bruce Springsteen e 50 Cent, além de co-produzir o filme 8 Mile. É, de longe, um dos grandes entusiastas do iTunes desde o seu princípio.

Como observa a Bloomberg, Jobs chegou a fazer para Iovine uma demonstração pessoal de como funcionava a iTunes Store antes do seu lançamento oficial em 2003. O produtor ajudou Jobs e a Apple a convencer as demais gravadoras que o iTunes era o caminho a seguir, para evitar a pirataria e rentabilizar o mundo da música digital

dre-iovine

Mais de uma década depois dessa amizade entre Jobs e Iovine resultar no sucesso do iTunes e do iPod, a Apple e a Beats podem fechar um acordo multimilionário, onde Iovine provavelmente deve assumir um cargo chave na diretoria da Apple. O objetivo exato da operação ainda está por vir, mas tudo aponta para uma combinação de hardware e software.

Mas algo está bem claro: a compra não é fruto da mera casualidade.

Via Bloomberg