gartner-microsoft-windows-phone-vendas

Há quem diga que o Windows Phone é um fracasso a se julgar pela sua cota de mercado minúscula diante do sucesso do iOS e do Android (ou do próprio Windows no PC). Porém, desenvolver para a plataforma móvel da Microsoft pode, por incrível que pareça, gerar até o dobro de dinheiro do que para os sistemas da Apple e Google para os desenvolvedores.

Assim, como o iOS e Android sendo soberanos no mundo mobile, é possível gerar maiores receitas desenvolvendo aplicativos para Windows Phone, por causa justamente dos números que jogam contra, mas nesse caso, a favor: menos usuários = menos desenvolvedores interessados = menor concorrência = lucros mais substanciais. Simples.

Segundo indica um recente estudo da inmobi realizado a partir de uma pesquisa com mais de 1.000 desenvolvedores de todo o planeta, os números falam por si: US$ 11.400, US$ 8.100 e US$ 4.900 é a média mensal do que ganham os desenvolvedores com Windows Phone, iOS e Android, respectivamente. De fato, quase a metade afirma conseguir um mínimo de US$ 10 mil por mês apenas com o Windows Phone. Nada mal!

A situação é até um pouco chocante. Desenvolver para o Windows Phone seria algo muito mais rentável do que para as plataformas dominantes, isso é, até que mais desenvolvedores entrem na brincadeira. Outro dado do estudo mostra que, na Europa, 95% dos desenvolvedores dão suporte para o Android, 65% para o iOS e 34% para o Windows Phone.

Não sabemos se o Windows 10 Mobile tem algum futuro, mas notícias como essa talvez possa ajudar a despertar o interesse dos desenvolvedores. O grande problema está nos aplicativos de grandes empresas, que não devem mudar de opinião por causa de poucos milhares de dólares.

Via The Register