Não importa muito sobre o que você pensa a respeito dos Chromebooks. Mesmo porque esses equipamentos não possuem como público-alvo eu ou você, e sim, uma categoria de usuário muito bem definida: os estudantes. Por isso, vale a pena saber que nos Estados Unidos e na Europa, em mais de 500 distritos escolares (basicamente as demarcações territoriais que regulam as escolas de uma determinada região) selecionaram os computadores do Google para seus alunos, e se eles considerarem o fato que a atualização de hardware está incluída no preço, é compreensível que mais de uma escola tenha escolhido por eles do que a concorrência.

Temos que levar em conta que o grande esquema nessas 500 zonas educacionais não representam um grande número de usuários e de dinheiro empregado (não foi revelado o investimento, o número exato de escolas e de alunos utilizando os Chromebooks), mas nem por isso devemos ignorar o potencial desses portáteis no mundo da educação, uma vez que o seu baixo preço e baixíssimo custo de manutenção deixam a proposta mais atraente para essa finalidade.

Além disso, se lembrarmos que o Google I/O começa em poucos dias, e que certamente eles vão anunciar novidades sobre os Chromebooks, a diversão está garantida para todos os estudantes que contam com um notebook do Google em suas mochilas.

Via TechCrunch