galax-note-7-teaser-2016

 

De acordo com uma fonte anônima da Bloomberg, a operadora de telefonia móvel norte-americana AT&T já considera deixar de vender o Samsung Galaxy Note 7 depois do último incidente ocorrido em um avião com o smartphone.

Um voo em Louisville (EUA) foi cancelado depois que um Galaxy Note 7 pegou fogo dentro do avião. O mais alarmante disso é que este era um dos modelos substituídos, com as respectivas garantias de ser uma unidade segura e livre de qualquer problema com a bateria.

A AT&T e as outras grandes operadoras dos Estados Unidos (Sprint, T-Mobile e Verizon) se posicionaram sobre o assunto, emitindo um comunicado que esclarece que qualquer usuário que desejar pode devolver o seu smartphone de substituição ou trocar por outro.

Porém, considerar a suspensão das vendas do Galaxy Note 7 é um passo além, causando danos sérios para a Samsung. De acordo com a fonte, a próxima sexta-feira (14) seria o dia fixado para uma decisão sobre o tema, de modo que podemos ter novidades inclusive da própria Samsung, que deve se manifestar.

Sobre o incidente do voo de Louisville, a Samsung segue investigando o caso, e afirma entender a preocupação dos usuários, distribuidores e operadoras. Promete divulgar os resultados da investigação o quanto antes, para que todos saibam o que aconteceu com o smartphone, e caso se comprove uma falha de segurança no dispositivo, farão todo o possível para solucionar o problema.

Via Bloomberg, The Verge