rift_1-2

A Oculus apresentou hoje o Oculus Rift em sua versão final. O anúncio acontece um pouco antes da E3 2015 para atrair a atenção de todos, apresentando o seu design e suas especificações definitivas.

O Oculus Rift começa a ser vendido em todo o planeta em 2016, depois de anos de desenvolvimento. O design final é o mesmo que vazou nos últimos dias, parecendo ser algo mais cômodo, leve e menos primitivo em comparação com os dev kits enviados para os desenvolvedores. No evento de lançamento, foi possível segurar o produto com uma das mãos sem problemas.

Além de pesar pouco, ele pode se ajustar de várias formas, para se adaptar a qualquer tamanho e formato de cabeça. A Oculus enfatiza que o produto será o mais fácil de usar para o usuário, e apesar do plástico predominar como material principal, ele estará revestido por uma tela.

Os óculos contarão com um sensor que poderá ser colocado na mesa, com um design discreto. A peça vai ajudar na calibragem dos óculos, aumentando a precisão do registro do movimento. Os fones de ouvido estão no kit de venda, com duas almofadas. Você também pode trocar os fones se quiser.

oculus_rift_final

O casco vai trazer no seu pack de venda um controle sem fio do Xbox One para jogos. É possível usar outros controles compatíveis com um computador, mas a Oculus quis dar ênfase para o acessório da Microsoft, que teve muito destaque no evento de apresentação, inclusive com a presença de Phil Spencer no palco.

Além do controle, a Microsoft vai oferecer a tecnologia de streaming de jogos do Xbox One ao Oculus Rift, com a promessa de uma imagem mais envolvente com o som virtual, que podem resultar em um importante competidor para o Project Morpheus da Microsoft.

A apresentação também citou dados mais técnicos sobre o produto, que serviram para recalcar alguns pontos já conhecidos: será necessário um PC muito potente para utilizar o Oculus Rift, e sobre o suporte para OS X e Linux, não temos notícias por enquanto, deixando a questão em aberto. Tudo ainda está muito centrado no Windows.

oculus_touch_2

Outra opção que temos para os jogos é o Oculus Touch, um pare de controles um pouco maior que uma pulseira, que permite o reconhecimento dos nossos movimentos de forma mais natural, combinando a presença, a manipulação de objetos e os gestos.

Os jogos do Oculus Rift

A Oculus anunciou cinco jogos disponíveis, e outros em desenvolvimento. As demos foram muito breves, mas foram apresentados jogos de ação, plataforma, simuladores de ambiente e esportes. Hoje eles trabalham com grandes estúdios como Insomniac, Square-Enix e Harmonix, entre outros, mas eles também querem conquistar os pequenos desenvolvedores, investindo US$ 10 milhões para a criação de jogos originais e exclusivos para os óculos.

oculus_rift_final_2

O sistema operacional do Oculus Rift também foi renovado, com uma interface mais simples e limpa. As principais mudanças foram dadas para dar ênfase ao conteúdo, com uma barra com a atividade de nossos amigos e a possibilidade de adicioná-los aos jogos.

 

Preço e disponibilidade

O Oculus Rift chega ao mercado no começo de 2016 com os óculos, o sensor e o controle do Xbox One. Não foram especificadas datas, e o seu preço também não foi revelado.

 

 oculus_rift_final_3 oculus_rift_final_4 oculus_touch oculus_rift_final_xbox