650_1000_nexus-6

Parece que algumas ideias que o Google teve para o Nexus 6 ficaram pelo caminho. Todos os vazamentos sobre o Shamu se cumpriram: ele é um phablet, lançado em novembro, com Android L. Mas um detalhe que não apareceu na versão final veio à tona: o seu sensor de digitais. Algo parecido aconteceu com o sistema de ‘duplo toque’ para despertar a tela, que desapareceu do código final no último minuto.

Mas voltando ao sensor, o site Ars Technica pesquisou o código fonte do Android, e encontrou evidências que o recurso estaria no outro dispositivo. Não só isso: o Google estava (e ainda suponho que está) trabalhando nas APIs ou ferramentas de desenvolvimento oficiais para gerenciar tal recurso no sistema Android. Mas no final de agosto foi registrada uma petição de eliminação do desenvolvimento no Nexus 6.

650_1000_3

Consideramos que o ‘shamu: remove fingerprint support’ implica sobre os protótipos que a Motorola estava desenvolvendo. O sensor era da Validity Sensors, que agora é uma empresa da Synaptics.

Não acredito que tal detalhe mude a impressão que as pessoas possuem hoje sobre o Nexus 6, mas são histórias que merecem ser contadas, e que nos levam a pensar sobre as funcionalidades que futuramente o Android deve trazer.

+info