iphone-5s-prata-02

Dizer que a Apple sempre esteve em uma categoria diferente não é uma novidade, e de fato, esta realidade permitiu que a empresa funcionasse de modo diferente da concorrência, algo que alcançará um ponto de inflexão com o lançamento do iPhone SE.

O mercado de smartphones evoluiu a ponto dos modelos de 4 polegadas serem considerados “pequenos e pouco atraentes”, passando a ocupar uma posição residual. Porém, em um mercado dominado pelas telas de 5 polegadas, a Apple vai se atrever a lançar um iPhone de 4 polegadas, com um design quase idêntico ao do iPhone 5s. Isso é, sem sombra de dúvidas, nadar contra a corrente.

Tudo bem, o iPhone 5s foi um dos melhores smartphones da Apple, e vende muito bem até hoje. Logo, o movimento faz todo sentido. Mas… o que pode realmente significar o iPhone SE para a Apple? Há um ponto de vista interessante que ainda não assimilamos por completo, mas que pode ser de grande importância.

A Apple não vai lançar um smartphone barato, apesar do fato que ter um iPhone acessível poderia ajudar a levantar as vendas estancadas. É precisamente aí onde entraria um iPhone SE, modelo que permitiria a redução de preço do iPhone 5s para até US$ 250. Na prática, permitira que a Apple jogasse com os preços, e como resultado teríamos o tal iPhone acessível tão esperado, com um modelo que ainda mantém um ótimo desempenho, apesar de ser antigo.

Levando em conta tudo o que foi dito aqui, o foco de vários analistas e essa reflexão pessoal, podemos sim nos enganar, mas não resta dúvidas que uma queda de preços pode dar uma sobrevida ao iPhone 5s.