internet-global

 

A International Telecommunication Union (ITU) das Nações Unidas publicou um estudo que revela que 47% da população mundial esta online.

O número de assinaturas em planos de voz e dados nos smartphones é, de fato, algo epetacular, e há quase tantos planos como pessoas em nosso planeta.

O problema é que a divisão desses smartphones é algo muito desigual, onde muitas pessoas contam com duas ou mais linhas móveis contratadas. São aproximadamente 3,9 bilhões de pessoas sem conexão de internet, e de acordo com o estudo são “desproporcionalmente mulheres, com idade avançada, com educação inferior, com menor receita e em ambiente rural”.

 

 

Os preços são uma das barreiras nos países em desenvolvimento

 

android-one-apresentacao

 

As Nações Unidas informa que 80% das pessoas dos países em desenvolvimento usam a internet, mas essa porcentagem cai para 40% nos países em desenvolvimento, e despencam para 15% em países menos desenvolvidos.

Vários países africanos são afetados pelo problema, onde apneas 1 em cada 10 pessoas estão na internet. O objetivo e que em 2020 60% da poulação do planeta conte com uma conexão à internet.

Os países menos desenvolvidos contam com um caminho mais difícil a seguir, e não parece que iniciativas como o Android One tiveram o impacto esperado. Outros esforços como o do Facebook com o Internet.org foram muito criticadas e até vetadas em países como a Índia.

O estudo revela que nesses países as conexões estão no mesmo nível de 1998: com 20 anos de atraso e elevados custos das conexões móveis.

O que, obviamente, não ajuda em nada.

 

Via Reuters, ITU