SMS

A primeira mensagem recebida em um celular aconteceu em 3 de dezembro de 1992, e foi um simples “Feliz Natal”, enviado do computador de Neil Papworth para o celular Orbitel 901 de Richard Jarvis, da Vodafone.

O SMS (Short Message Service) completa hoje 25 anos, e é um serviço que mudou a forma de nos comunicarmos. Mesmo sendo muito menos relevante (pela chegada de outras soluções, especialmente os apps de comunicadores instantâneos), esse recurso vai seguir em uso por muito tempo.

E, assim como aconteceu com o WhatsApp, o Messenger e outros apps do gênero, os principais responsáveis pela popularidade do SMS foram os jovens, que tiveram acesso ao celular com a chegada das tarifas pré-pagas e o baixo custo do envio das mensagens em comparação às chamadas de voz.

A minha geração foi a primeira que aprendeu a digitar com os polegares, além de criar uma gramática paralela, feita da abreviação e combinação de números e letras.

O SMS resultou em também nos emojis, que hoje expressam nossos pensamentos, sentimentos e ideias. Também foi o responsável pelo surgimento dos primeiros ataques cibernéticos na era da telefonia móvel.

Porém… quem ainda usa o SMS nos dias de hoje?

Eu uso. Mas isso no caso de desespero completo. Ou quando o WhatsApp cai por algum motivo. E, mesmo assim, vou preferir telefonar para a pessoa, dependendo da situação.

E você?