blackberry-logo-01a

A BlackBerry segue sendo cortejada por outras empresas. Já aceitou uma proposta preliminar da Fairfax Financial, mas não deixa de considerar outras propostas. A maior prova disso é que um novo pretendente de compra apareceu, e esse é bastante popular entre os consumidores: o Facebook.

Segundo o Wall Street Journal, executivos da BlackBerry e da rede social de Mark Zuckerberg se reuniram na semana passada na Califórnia, com o objetivo de discutir um eventual acordo. Segundo a fonte do jornal, se as negociações chegarem a um consenso, a compra poderia ser concluída em um valor superior a US$ 4 bilhões.

Ainda que o interesse inicial do Facebook seja se transformar em um fabricante de smartphones possa ser algo secundário, a estratégia da empresa parece ser bem clara: se firmar na área de mobilidade, onde os mais de 800 milhões de usuários ativos já geram 41% de suas arrecadações em publicidade. Contar com a sua própria plataforma móvel (e não uma simples ROM personalizada do Android) permitirá ao Facebook manter a sua presenta no universo mobile, no caso de algum dia as suas relações como Google, Apple ou Microsoft forem negativamente afetadas.

Outro fator que conta a favor da compra está nos custos de produção. As baixas vendas dos dispositivos BlackBerry podem desestimular o Facebook nessa compra, ainda mais quando o público em geral se mostra desinteressado nesses smartphones.

Resta saber o quanto o Facebook está realmente interessada em financiar as atividades da BlackBerry. Os custos podem ser elevados demais para um resultado de vendas não tão interessante. Ainda mais se considerarmos que nem a Google conseguiu impulsionar as finanças da Motorola.

Seja como for, não vai demorar muito para a BlackBerry se decidir. Em breve, saberemos qual será o novo dono (ou dona) da gigante de Waterloo.

Via Wall Street Journal