iPhone X

O iPhone X removeu o botão Home, o que o torna muito identificável no mercado, ao mesmo tempo que pode ter facilitado a vida dos clones.

O modelo possui uma tela full frontal, e essa tendência vai ser repetida entre os modelos de baixo custo, com uma frequência cada vez maior. Aliás, tanto a proposta de telas edge da Samsung como a do Mi MIX da Xiaomi serão copiadas pelos asiáticos.

Esta pode ser apenas mais uma consequência do “fim dos designs dos smartpones” com o aumento das elas. Logo, qualquer smartphone com uma tela desse tipo com suporte à aplicação de temas poderá recriar a proposta do iPhone X, incluindo o recorte no topo da tela.

Por enquanto, ninguém tem pressa de ter um iPhone X. Além do preço elevado, muitos vão levar meses esperando pelo dispositivo. E esses fatores devem fazer com que os clones apareçam rapidamente, entregando um dispositivo com a aparência do iPhone X, mas com um preço muito mais acessível.

Em médio e longo prazo, as telas full frontal serão irrelevantes como fator de escolha do usuário, o que deve obrigar os fabricantes a investirem em aspectos mais radicais para se diferenciar dos concorrentes.

Como, por exemplo, um smartphone com tela dobrável. Algo que a Samsung promete para 2018.