instagram-logo-620

O Instagram completa hoje (7) o seu terceiro ano de atividades, oferecendo a possibilidade de usuários das principais plataformas móveis do mercado compartilharem com o mundo os melhores momentos de sua vida. Sendo hoje uma empresa do Facebook, o serviço agora procura formas de se tornar rentável e lucrativo para os seus novos donos.

Hoje, o Instagram possui mais de 150 milhões de usuários ao redor do planeta, sendo esta uma das redes sociais mais utilizadas do mundo. Usuários dos quatro cantos do globo já se acostumaram a publicar as fotos com os mais diversos temas, de forma simples e automática. Tudo bem que a proposta de envio de pequenos vídeos ainda não pegou (podemos observar isso pela quantidade de vídeos postados no site… se bem que a internet 3G/4G brasileira não ajuda muito… enfim), mas esta se apresenta como mais uma proposta de interação pessoal que o usuário dispõe.

Além disso, o Instagram também serviu de ferramenta para registros de momentos históricos, principalmente no Brasil em 2013, como por exemplo durante os protestos no mês de junho e a visita do Papa Francisco. Obviamente, o aplicativo também serve como forma de expressão para que fotógrafos e artistas conceituais possam mostrar o seu trabalho, obtendo destaque por apresentar de forma mais direta a sua visão de mundo.

Além é claro de ser a ferramenta preferida das celebridades mostrarem o novo biquini, ou a praia paradisíaca onde foi passar o final de semana… ou a balada vip que estava frequentando.

E, é claro, como não esquecer as fotos de comida e gatinhos que a maioria dos mortais publicam quase todos os dias?

Mas deixando esses motivos mundanos de lado, o Instagram também se tornou uma forma de comunicação direta dos usuários com várias empresas e até órgãos governamentais. Quando você tem uma conta do Instragrm de uma empresa de tecnologia, da Casa Branca e até mesmo do presidente dos Estados Unidos (Barack Obama), você tem algumas barreiras se estreitando, o que é algo sempre muito positivo.

Que o Instagram permaneça por muitos anos no mundo conectado. Que as pessoas continuem a mostrar o seu dia a dia através de fotos e vídeos, de forma criativa, descolada e inovadora.

E que o Facebook não exagere nas propagandas, por favor!