htc-10-leak

Faltam menos de duas semanas para conhecermos o HTC 10 de forma oficial. Em 19 de abril, a HTC vai apresentar doas as suas características, apesar de faltar pouco para ser revelado com o festival de vazamentos dos últimos meses. A última informação antecipada é sobre um estabilizador ótico para a câmera frontal.

O sucesso ou o fracasso do HTC 10 pode condicionar e muito o futuro da empresa, e muito disso passa pelas características de hardware e software. A notícia de um OIS na câmera frontal do smartphone chega com generosos dados sobre a interface HTC Sense 8.0.

 

Selfies estabilizadas

htc-10-ois-selfies

A HTC segue a mesma cartilha dos demais fabricantes para oferecer algo especial no aspecto fotográfico. Estamos na era das selfies, e os taiwaneses acreditam que é uma boa ideia adicionar um estabilizador ótico na câmera frontal, para que as fotos registradas pelo sensor de ultrapixels sejam ainda mais nítidas.

A única dúvida é se a HTC melhorou o funcionamento dos ultrapixels. A empresa prometeu trabalhar nisso, mas deslocou a funcionalidade do sensor traseiro para o sensor frontal, deixando o sensor principal para um tamanho normal de fotos, mas com maior qualidade.

 

Uma interface muito mais personalizável

htc-sense-ui-8

A outra novidade sobre o HTC 10 está relacionado com a versão da interface Sense, que estreia nesse top de linha. A Sense 8.0 será mais personalizável com a ajuda do recurso Freestyle Layout, que é um design em estilo livre, que oferece maior liberdade na hora de configurar a interface.

O usuário terá total liberdade para colocar os ícones de aplicativos, widgets e stickers ao seu gosto. A área de trabalho também pode ser personalizada de forma que o seu HTC 10 seja único e exclusivo, com a sua cara.

A Sense nunca foi uma das interfaces mais leves, mas é uma das mais bonitas. Supondo que com os 4 GB de RAM trabalhando com o Snapdragon 820, o HTC 10 terá memória mais que suficiente para rodar de forma fluída, sem causar lags na interface. Bom, assim esperamos.

Agora, resta esperar mais um pouco para o evento da HTC, que deve revelar tudo o que falta sobre o HTC 10, modelo que elimina o nome One dentro dessa linha, e pode marcar o início de uma nova era. Ou quem sabe o início do fim da marca no mercado mobile.