braco-bionico-konami

A Konami (sim, aquela que faz jogos de videogames) apresentou um braço biônico, que pode ser um excelente exemplo de como a tecnologia pode contribuir com a medicina, melhorando a vida das pessoas.

Falamos de uma prótese em fase de testes, mas o seu primeiro usuário, um jovem de 26 anos que perdeu o braço esquerdo e uma perna em um acidente envolvendo um trem, é capaz de levar uma vida bem mais fácil com a prótese. O implante é conectado aos nervos e à musculatura do ombro, com um funcionamento bem completo em todos os sentidos, tanto na mobilidade do braço como da mão, realizando ações complexas e até pegando objetos muito pequenos, inclusive os muito difíceis como as moedas.

O braço biônico da Konami conta com um sistema que transforma os sinais nervosos e os impulsos musculares captados no ombro em movimento, mas também conta com outras capacidades futuristas e úteis como carregador de smartphone integrado, lanterna e ponteiro laser.

braco-bionico-konami-03

A prótese impressiona, mas ainda não é perfeita. Como pontos negativos, destacamos o seu peso, que impede o uso por longos períodos de tempo. além da funcionalidade da mão, que é boa, mas pode ser consideravelmente melhorada.

A solução mais simples passa por fabricar o braço em titânio para reduzir o seu peso, além de usar uma mão conectada de forma direta mas independente do restante do braço. As mudanças devem ver nos próximos modelos, porém, tais mudanças podem encarecer ainda mais o produto.

braco-bionico-konami-01 braco-bionico-konami-92

Via SlashGear