Na próxima segunda-feira (19), os Correios encerram de forma definitiva o serviço do e-Sedex, modalidade de envio voltada para o comércio eletrônico, com custos reduzidos.

A decisão foi comunicada às empresas que utilizavam o serviço, através de um memorando. A partir de agora, todas as postagens deverão ser realizadas nos códigos de Sedex ou PAC ativos em contrato.

A vantagem do e-Sedex era contar com preços de uma entrega convencional ou PAC, mas com os prazos do Sedex. O fim dessa modalidade deve encarecer os fretes de entregas de produtos e serviços, principalmente para empresas que não contam com contratos com transportadoras.

30% do faturamento das lojas franqueadas dos Correios vinham pelo e-Sedex, e o seu fim é mais uma tentativa de equilibrar as contas da instituição.

Em 2015, os Correios registraram um prejuízo de R$ 2.1 bilhões, e nos primeiros quatro meses de 2017, as perdas foram de R$ 800 milhões. A previsão para o final do ano era de perdas de R$ 1.3 bilhão.

 

Via Mandaê