motorola-razr-d1-d3

Um recente estudo realizado pela empresa de consultoria Kantar Worldpanel mostra como foi o comportamento do consumidor brasileiro nos últimos 12 meses em relação às compras de dispositivos móveis. E o dado mais interessante que o estudo revela é o valor médio que o brasileiro está disposto a pagar por um smartphone: entre R$ 401 e R$ 800.

Segundo o estudo da Kantar, o volume de vendas de smartphones nessa faixa de preço registrados entre o primeiro trimestre de 2012 e o primeiro trimestre de 2013 foi de 20% para 34%. Foi o grupo que registrou o maior aumento nas vendas entre as categorias segmentadas no estudo.

Nessa faixa de preço, temos modelos como o RAZR D1 e RAZR D3, ambos da Motorola, o Sony Xperia E Dual, o Lumia 520 e Lumia 620, ambos da Nokia, o LG L7 II, entre outros. De fato, esses modelos ficaram entre os mais procurados pelos leitores do TargetHD no primeiro trimestre de 2013 (segundo nossos dados de acessos).

Os smartphones com valores acima de R$ 801 também registraram aumento nas vendas. O estudo mostra que os modelos com essa faixa de preço aumentaram a sua margem de venda de 8% para 14%, comparando com os dados do primeiro trimestre de 2012. Isso também se confirma pela busca por reviews de smartphones com valores acima de R$ 1 mil – além das vendas no TargetHD pelos links de afiliados.

Por outro lado, os modelos com preços de até R$ 400 registraram queda de vendas, de 72% em 2012 para 52% em 2013. Com isso, fica claro que, mesmo que as vendas de smartphones no Brasil ainda serem dos smartphones considerados de entrada, o perfil de consumo do brasileiro está mudando. Com o poder de compra um pouco maior (ou com crédito e parcelamentos mais acessíveis), os usuários estão ou preferindo adquirir o seu primeiro smartphone já dentro da categoria de produtos de linha média, ou trocando os seus smartphones de entrada por modelos intermediários.

A pequisa é realizada mensalmente com 24 mil consumidores brasileiros, abrangendo (estatisticamente) 160 milhões de pessoas de todas as regiões e classes sociais do Brasil.

O estudo também informa o volume de crescimento em unidades. No primeiro trimestre de 2010, foram 4.8 milhões de smartphones vendidos. Já no primeiro trimestre de 2013, foram 17.6 milhões de unidades. Isso representa um aumento no número total de 3% para 11% dentro do segmento de telefonia móvel. Os números são expressivos, porém, só agora o smartphone é uma realidade no Brasil. Nos Estados Unidos e na Europa, a participação das vendas de smartphones é de 40% de todo o mercado mobile.

Por fim, o estudo revela que os usuários brasileiros priorizam a marca e os recursos multimídia na hora da escolha, mas preço e aparência física do dispositivo foram os itens que tiveram maior aumento de relevância. 10% dos brasileiros compram smartphones quando uma promoção aparece, e 47% dos consumidores ainda procuram lojas de departamentos e eletrodomésticos na hora de comprar um novo telefone inteligente.

Via EXAME