schmidt

Mais um post polêmico, dito por uma pessoa polêmica, e escrito por uma outra pessoa que não tem nada a ver com isso. Todo mundo sabe que executivos de tecnologia adoram fazer declarações bombásticas, e atrair os holofotes para si pelo dom da palavra. Eric Schmidt, da Google, não é diferente. E recentemente, afirmou algo que rende horas de discussão entre os fanáticos de tecnologia: “o Android é mais seguro que o iOS”.

Durante uma coletiva em um evento da Gartner, o analista David Willis disse para Schmidt: “quando você diz Android, as pessoas dizem ‘espere um momento… o Android não é seguro'”.

Rapidamente, Schmidt respondeu:

Não é seguro? (O Android) É mais seguro que o iPhone”.

Como reação dessa afirmação, Schmidt ouviu uma sonora risada, algo que o deixou desconfortado (para dizer o mínimo).

Antes de qualquer coisa… sim, foi isso o que ele disse. E sim, eu discordo quando as pessoas comparam um sistema operacional (o Android) com um smartphone (o iPhone). Por isso eu coloquei no título o sistema operacional (iOS), que é o que acredito ser justo para qualquer tipo de comparação presente e futura.

android-appsecure

Dito isso, Schmidt tratou de justificar o seu ponto, uma vez que todos nós sabemos que o Android está bem longe de ser o sistema operacional móvel mais seguro do mercado, ainda mais por causa da audiência que ele possui. Ele justificou que o Android 4.2 Jelly Bean já traz um aplicativo integrado que atua como um processo de verificação para buscar novas ameaças de forma automática e periódica.

Porém, de acordo com um estudo realizado pelos professores de ciência da computação da Universidade da Carolina do Norte, esse recurso é capaz de detectar apenas 15% dos malwares mais conhecidos.

De qualquer forma, Schmidt lembra que a Google adicionou melhorias no sistema de segurança do Android 4.3, e que esses recursos estarão ainda mais eficientes no Android 4.4 KitKat.

Mesmo assim, a declaração de Schmidt só fará sentido no futuro, e mesmo assim, se as melhorias forem efetivas. Hoje, podemos dizer que a resposta dada pelos presentes no evento para suas declarações não pode ser considerada descabida.

Via ZDNet, The Verge