adeus-blackberry-10

Não faz muito tempo que vimos um confiante John Chen falando do BlackBerry Priv em entrevisa ao Fox Business, onde ele revelou que este não seria o único dispositivo Android da empresa canadense. Mas optar por esse sistema operacional não seria apenas um teste ou uma opção, mas sim do futuro da totalidade dos seus dispositivos.

Tanto o CEO como Nader Henein, conselheiro regional de segurança avançada da BlackBerry, tinham discursos semelhantes. Henein afirmava que “há uma grande variedade de produtos (Android) além desse”, falando das vantagens que a parceria entre os canadenses e o sistema de Mountain View, mas falando de uma estratégia complementar, e não substitutiva.

Nessa semana, Damian Tay, diretor de gestão de produto da BlackBerry na Ásia e Pacífico, afirma que não se trata de uma conversão. Aproveitando o lançamento do Priv na Índia, o diretor explica que terá uma virada sobre o sistema operacional dos dispositivos da BlackBerry, afirmando que:

“O futuro é realmente Android. Recorremos a esse sistema essencialmente por seu ecossistema de aplicativos. Além disso, faz algum tempo que nossas soluções foram focadas na combinação entre as plataformas. Assim que se trata a evolução natural do Android”.

Uma ponte até o ponto de inflexão

blackberry-keyboard

Deste modo, a BlackBerry vai seguir vendendo os dispositivos que funcionam com o BB10, como o BlackBerry Passport. Mantém o seu sistema como a alternativa mais segura e, de fato, Tay afirma que os departamentos do governo de muitos países seguem optando pelo software de sua empresa para os seus smartphones, de modo que essa conversão não seria uma interrupção em sua produção.

“Se deixamos de vender, os governos que até agora confiaram neles (nos smartphones BB10) se veriam em apuros”.

Ou seja, os clientes que confiam no software da BlackBerry iniciariam uma conversão aos smartphones Android, a medida que eles vão chegando ao mercado. Não é de se estranhar que o primeiro lançamento dos canadenses foi o BlackBerry Priv, onde eles enfatizaram a segurança como prioridade, mesmo que se trate de outro software.

 

Verde Android é também o verde esperança

Faz tempo que a BlackBerry sofre com números ruins, tanto nos resultados financeiros como na leva de demissões que eles tiveram que realizar. Porém, o último balanço da empresa mostram perdas menores que o esperado, o que é um dado positivo e que dá esperança para a empresa, ainda mais levando em conta que isso aconteceu depois de sua aposta com o sistema da Google.

Também vimos que a BlackBerry seguiu adquirindo outras empresas, com o objetivo de complementar e melhorar o seu software de produção própria, de modo que a proposta da empresa não seria apenas uma mudança, mas sim uma conversão que segue priorizando a segurança, e que o Android presente nos dispositivos BlackBerry mantenham é uma premissa. O próprio Tay indica isso quando afirma que o Priv é o smartphone de passagem da empresa para o Android:

“O Priv é basicamente nossa transição ao ecossistema Android. À medida que vamos consolidando o Android, deixaremos de ter duas plataformas, ficando apenas com o Android (para smartphones)”.

Por enquanto, John Chen não falou nada a respeito, nem uma data concreta do fim da inclusão do BB10 nos dispositivos BlackBerry, mas não seria de se estranhar que essa conversão aconteça por completo durante esse ano. O que fica claro é que não teremos mais lançamentos com o BB10 por parte dos canadenses.

Via Economic Times