ipad pro

 

A Apple apresentou na WWDC 2017 novos modelos do iPad Pro, com telas de 10.5 e 12.9 polegadas.

O principal atrativo do modelo de 10.5 polegadas é que ele conta com bordas de tela 40% menores que nas versões anteriores. O modelo com 12.9 polegadas do iPad Pro passa a receber os processadores A10X Fusion da empresa.

 

 

De fato, não há muitas novidades no iPad Pro além da tela, com a já citada borda menor e a inclusão de uma tecnologia chamada Pro Motion, que oferece taxas de atualização de até 120 Hz. O tablet poderá alternar entre 24, 48 e 120 Hz, dependendo das necessidades do conteúdo que estamos vendo no dispositivo.

Com essa taxa de atualização, a experiência da Apple Pencil deve melhorar e muito, sem falar na alta gama de cores disponível na tela, na reflexão de ultra-fluxo, na capacidade de visualização de vídeos em HDR e brilho de 600 nits.

No seu interior, os novos iPad Pro incluem um processador A10X de seis núcleos, com uma GPU 40% mais rápida que seus predecessores, com a inclusão de mais dois núcleos para processamento de imagem.

 

 

Nas câmeras, temos a mesma câmera traseira do iPhone, com 12 MP (f/1.8), estabilização ótica e sensor de alta velocidade, com lente de seis elementos. Seu flash com tecnologia Quad-LED True Tone ajuda na melhor captura de cores e vídeos em 4K. A câmera frontal possui 7 MP com FaceTime HD, estabilização automática e flash Retina.

 

 

Os novos iPad Pro contarão com três configurações de armazenamento (64 GB, 128 GB e 512 GB), e serão compatíveis com vários adaptadores da Apple. Sua autonomia de bateria será de 10 horas por carga.

 

 

Preços: 

iPad Pro de 10.5 polegadas: US$ 649 (64 GB), US$ 749 (128 GB) e US$ 949 (512 GB)
iPad Pro de 12.9 polegadas: US$ 799 (64 GB), US$ 899 (128 GB) e US$ 1.099 (512 GB)