Estou quase certo que, nesse exato momento, os advogados da Samsung desejariam que a solução que o avestruz toma na vida servisse de alguma coisa. Mas, infelizmente, para a fabricante sul-coreana, não só a Justiça dos Estados Unidos decidiu a favor da Apple, com uma multa de mais de US$ 1 bilhão a ser paga pela violação das patentes da empresa de Cupertion, agora eles perdem nas próprias causas onde eles são os algozes.

A Comissão Internacional de Comércio dos Estados Unidos acaba de anunciar que, depois de examinar todas as evidências, concluiu que a Apple não infringiu quatro de suas patentes com o iPhone e o iPad, tal e como reclamava a Samsung, e os produtos citados não estavam utilizando tais patentes de forma local, o que é muito importante quando uma empresa trata de processar outra nos Estados Unidos por infração de patentes. De forma concreta, as patentes em questão descrevem um “método para ligar para um smartphone” e “uma interface de usuário, sistemas e métodos para manipular e ver documentos digitais”, assim como duas patentes essenciais relacionadas com o padrão de comunicações UMTS.

O veredito inicial dá à Samsung um prazo de quatro meses para ir preparando a sua estratégia, enquanto o processo é revisado para uma decisão definitiva, mas diante dessa decisão inicial, parece sua capacidade de contra-atacar a Apple está um tanto quanto reduzida. Fato é: a guerra de patentes continua. E bem sem graça.

Via FOSS Patents