Acabou a espera. Depois de vários rumores, o novo iPad foi apresentado. O tablet possui uma nova tela IPS Retina Display, com resolução de 2048 x 1536 e 264 píxels por polegada. Sua tela de 9,7 polegadas oferece uma adição de 44% de saturação na sua tela, o que resulta em imagens com cores mais vivas, e mantem o mesmo desenho das versões anteriores.

O novo processador A5X (processador dual core e unidade gráfica quad core) tem um rendimento quatro vezes melhor do que o Tegra 3 (segundo a Apple, é claro). O tablet possui uma câmera iSight, com um sensor de 5 MP retroiluminado, foco automático e filtro infravermelho. A gravação a 1080p também está presente, com recurso de estabilizador de imagens e redução de ruído.

Outra novidade do novo iPad é o seu microfone com “recurso de detecção de voz”, compatível com o inglês, francês, alemão e japonês. E a conectividade 4G/LTE está presente na nova versão, com função de tethering (desde que sua operadora concorde com isso). Sua bateria tem autonomia de até 9 horas, e suas medidas aumentaram: 9,4 mm de espessura, e 635 gramas.

Nem tudo são qualidades técnicas no novo iPad. Aplicativos como o iPhoto, o iWork e o GarageBand ganharam melhorias, que já podem ser aproveitadas pelos usuários.

O novo iPad será lançado em uma primeira etapa no dia 16 de março. Uma segunda leva de países receberão o tablet no dia 23 de março. Infelizmente, nenhuma das duas fases incluem o Brasil. Preços:

iPad WiFi: US$ 499 (16 GB), US$ 599 (32 GB) e US$ 699 (64 GB)
iPad WiFi + 3G: US$ 649 (16 GB), US$ 729 (32 GB) e US$ 829 (64 GB).