650_1000_face_detection

O algoritmo Viola-Jones tem um método simples de busca de linhas verticais luminosas (como o nariz) e horizontais escuras (como os olhos) nos rostos das pessoas focalizadas pelas câmeras. Tais dados buscados de forma recorrente formam uma base de referência para uma detecção de faces mais eficiente.

O segredo do algoritmo é a sua velocidade de funcionamento, tornando o sistema perfeito para uma identificação facial em tempo real. Seu único problema é que o algoritmo só é capaz de detectar os rostos que se encontram de frente, limitando bastante a sua funcionalidade. Com o objetivo de solucionar essa barreira, pesquisadores do Yahoo Labs e da Universidade de Stanford trabalham na implementação do algorítimo, recorrendo às redes neurais para reconhecer as faces a partir de qualquer ângulo, e até mesmo quando eles estão escondidos.

As redes neurais usam como base 200 mil imagens das faces em diferentes ângulos, e 20 milhões de imagens onde os rostos não são detectados. O resultado por enquanto permite detectar com muita confiabilidade vários rostos em uma mesma imagem, dando uma vantagem significativa contra os demais algoritmos.

O objetivo final desse projeto não está voltado par ao mundo da fotografia, mas sim na busca de imagens e identificação de pessoas em diferentes fotografias.

Via Technology Review