Menos de 24 horas depois do lançamento do iOS 6, já temos algumas coisas para contar sobre a nova versão do sistema operacional da Apple. Até poderia dizer que já tem gente que conseguiu recolocar o Google Maps, que foi sumariamente excluído da nova versão, na base da “gambiarra”. Mas essa eu ainda estou investigando. Nesse post, vou contar algumas coisas que pintaram na web nas últimas horas, que considero relevantes sobre o novo sistema.

Você conhece o Pwn2Own? Não? Bom, explicando: esse é um concurso hacker anual, que concentra os melhores hackers do mundo, e tem como objetivo premiar os mais habilidosos na prática de descobrir brechas e falhas em softwares e sistemas diversos. Já está na sua sexta edição, e nesse ano, o objetivo da competição era encontrar alguma falha considerada relevante no recém lançado iOS 6.

E tão rápido quanto humanamente possível, um dos hackers encontrou uma vulnerabilidade considerada relevante, que está presente no novo iPhone 5. De acordo com os vencedores da competição, a falha permite que outros usuários possam utilizar os recursos do iPhone 5 com iOS 6, deixando o smartphone exposto a ataques diversos. O curioso é que essa vulnerabilidade não é especificada, e nem mesmo suas consequências são relatadas pelos vencedores.

Mas, você que está lendo esse post, pode ficar tranquilo. Essa falha não quer dizer que o iPhone 5 não é um dispositivo considerado seguro. Na verdade, os vencedores do Pwn2Own consideram essa última versão do smartphone da Apple “o mais seguro do mercado”.

Nesse meio tempo, enquanto muitos se animavam em atualizar os seus dispositivos Apple com o iOS 6, outros alegaram problemas com as redes Wi-Fi de seus dispositivos após a atualização. Apesar da Apple não ter se pronunciado sobre o assunto sem seus fóruns online, muitos de seus usuários (inclusive no Brasil) comentaram sobre o assunto, e teorizaram sobre o que realmente ocorreu.

Na teoria, o iOS 4 fazia um teste de ping em uma página dos servidores da Apple. Em caso de sucesso, o Wi-Fi era identificado como conectado, e tudo funcionava muito bem. É desnecessário aqui dizer que, se o ping falha, o sistema acredita que você está em algum tipo de conexão que não precisa de um login, e segue com o procedimento de credenciais de autenticação.

Parece que alguém (ou algum estagiário, pois é sempre culpa deles) removeu acidentalmente a página de testes do ping dos seus servidores, resultando na falha da identificação e, por consequência, a inabilidade de conectar os dispositivos via Wi-Fi. A página foi rapidamente restaurada, e ao que tudo indica, esse problema foi resolvido. Logo, na teoria, você pode atualizar o seu iDevice sem medo de perder a conexão Wi-Fi do dispositivo (mas, se você ainda estiver com problemas, deixe seus comentários aqui no blog).

Por fim, aqui temos mais uma prova de rapidez indiscutível. Apenas uma hora depois do lançamento do iOS 6, o iPhone Dev-Team já conseguiu obter um jailbreak do software via redsn0w, que tira todas as travas e impedimentos impostos pela Apple, tornando o seu dispositivo algo mais “livre”.

Mas nem tudo é tão feliz quanto você possa imaginar. Por enquanto, esse jailbreak é funcional apenas com equipamentos que contam com os processadores A4 em suas entranhas (a saber: iPhone 4, iPhone 3GS e iPod Touch de quarta geração). Ficou animado? Clique aqui para ver o tutorial de procedimento. Como sempre, faço aqui o aviso que você deve realizar o procedimento com cuidado. Caso contrário, você vai acabar com um pedaço de plástico inútil na sua casa ou escritório. Ou vai servir de peso de papel, pelo menos. Faça por sua conta e risco.