Um post cheio de notícias sobre a Samsung. Vamos tentar publicar em um texto só tudo o que foi noticiado nos últimos dias sobre a empresa e seus dispositivos, que são hoje os mais vendidos do mundo. E também alguns dos mais torturados… mas essa parte eu explico mais para frente.

Começando pela notícia lucrativa. A Samsung informou ontem (26) que o recém lançado Galaxy Note II alcançou a marca de 5 milhões de unidades vendidas, em lojas e operadoras. Vale lembrar que a Samsung não baseia as suas estatísticas em unidades vendidas para os usuários finais, mas sim na quantidade de terminais que foram comprados de revendedores credenciais. Logo, acaba sendo impossível a comparação com outras empresas com total exatidão, com outras empresas que calculam o número de unidades que chegaram aos usuários finais.

O Galaxy Note II, com apenas 37 dias de mercado, alcançou a marca de 3 milhões de unidades vendidas, e nos últimos 30 dias, conseguiu os outros dois milhões, para fechar essa conta. Nesse ritmo, deve quebrar com certa facilidade o recorde estabelecido pelo Galaxy Note original, que vendeu 10 milhões de unidades em nove meses.

A Samsung pensa alto. Eles esperam alcançar a marca de 20 milhões de unidades vendidas do Galaxy Note II. Por enquanto, vão indo muito bem.

A segunda novidade da Samsung vem da China, e não sabemos se algum dia vai chegar para esses lados do oceano. No país asiático, foi anunciado oficialmente a versão dual-SIM do Samsung Galaxy Note II. O produto começa a ser vendido por lá a partir do dia 3 de dezembro, e traz como diferencial ser compatível com os padrões GSM e CDMA, além do fato dos slots serem diferentes: um slot SIM, e outro slot Micro SIM.

Nas demais especificações, não há mudanças: uma tela de 5.5 polegadas (720p HD), processador quad-core de 1.6 GHz, 2 GB de RAM, câmera traseira de 8 megapixels, câmera frontal de 2 megapixels, GPS, Bluetooth, entre outros recursos.

Por último, mas não menos importante (aliás, essa aqui deveria ser a notícia mais importante desse post), temos o vídeo que está rodando por todos os principais blogs e sites de tecnologia do Brasil e do mundo. A Samsung decidiu mostrar um vídeo que, segundo a empresa, reproduz os acidentes cotidianos, para testar a resistência de seus produtos, e até para mostrar que suas especificações de durabilidade são mais elevadas que os concorrentes.

Os testes também podem garantir que, até certo ponto, os seus dispositivos podem sobreviver nas mãos da maioria dos usuários e, quem sabe, nas mãos daqueles mais desastrados. Abaixo, o vídeo com o teste (ou tortura… entendam como quiser).