ie-stylish-logo

A Microsoft confirmou uma falha de segurança até então desconhecida, que afeta todas as versões do navegador Internet Explorer (a partir da 6, até a 11). Ou seja, milhões de computadores ao redor do planeta estão vulneráveis.

Os ataques que usam essa vulnerabilidade estão se centrando nas versões 9, 10 e 11 do navegador. Basicamente, eles tentam conduzir o usuário para uma página infectada, onde o atacante pode executar de forma remota um código malicioso, que corrompe os dados e a memória do computador.

Palavras da Microsoft:

Se trata de uma vulnerabilidade de execução de código de forma remota. Isso acontece quando o Internet Explorer tenta acessar a um arquivo na memória do computador que foi eliminado, ou não foi localizado corretamente. A falha pode corromper a memória, permitindo ao atacante executar códigos arbitrários dentro do Internet Explorer. Um atacante poderia criar também uma página web especificamente desenvolvida para tomar vantagem da vulnerabilidade, e convencer o usuário de acessar a mesma.

A Microsoft garante que está pesquisando uma solução para o problema, e lançará uma futura atualização para isso. Segundo a empresa de segurança Fire Eye, aproximadamente 26% dos computadores de todo o planeta utilizam as versões 9, 10 e 11 do Internet Explorer. Já as versões 6, 7 e 8 do navegador estão presentes em 56% dos computadores.

Um lembrete: se você utiliza o Windows XP, você vai ficar vulnerável em relação ao problema, já que oficialmente a Microsoft não oferece mais suporte ao sistema operacional. E esse é mais um convite para que você abandone de vez essa versão. Para a sua própria segurança.

Via Microsoft, Reuters