Na semana passada, vimos declarações de Chris Kenyon, vice-presidente da divisão de OEMs da Canonical, sobre a possibilidade de uma versão simplificada do Ubuntu para os tablets outros dispositivos de tela de toque. Parece que não era bem isso. Mark Shuttelworth, fundador da Canonical, desmentiu Kenyon, dizendo que suas palavras foram mal interpretadas. Por enquanto, vamos ter que nos conformar com os netbooks, desktops e servidores, mas como diz o ditado, “o futuro, só à Deus pertence”. Vamos esperar…

Fonte