Parece que alguns juízes por aí estão doidos para nos fornecer pauta para nossos blogs ou discussões nos nossos escritórios. Desta vez, mais uma sentença surpreendente cai sobre a cabeça de grandes empresas, como é o caso da Microsoft. Primeiro, o problema com a patente do algoritmo para ler e gravar em XML. Agora, a decisão de que a Microsoft deverá deixar de vender o Microsoft Word e o Office a partir de 11 de janeiro de 2010 nos Estados Unidos. Já veremos que um recurso vai sair da manga de Mr. Steve Ballmer, porém a coisa tá mesmo feia pro lado da empresa de Redmond. O próximo caso vai ser pedir para que a Corte Suprema dos EUA revise o caso, ou inclusive chegar a algum acordo extra judicial, com uma bela quantia de dólares inclusa neste acordo. Fiquem ligados, vamos ver o que vai acontecer.

Fonte