650_1000_smart-nosmart

O estudo mais recente da Horace Dediu na Asymco analisou a evolução de vendas dos telefones considerados mais simples (ou feature phones), e de telefones inteligentes (ou smartphones) desde 2007, e o progresso ascendente dos smartphones contrasta com um descenso de (quase) iguais proporções para os feature phones.

Segundo os dados do estudo, antes de 2012, a febre dos smartphones não estava completamente consolidada. Agora, todos os fabricantes adotaram estes dispositivos como norma, inclusive nas plataformas móveis mais simples (como a linha Asha da Nokia), que já oferecem muitas das características dos smartphones tradicionais.

Fato é que esta adoção dos smartphones fez com que todos os fabricantes se beneficiassem – e muito – do mercado. Principalmente a Apple. Desde o lançamento do iPhone os benefícios líquidos da empresa de Cupertino subiram 60%. Essa cota de lucro se manteve com o passar do tempo, mesmo com a concorrência.

Via Asymco