Sábado (24/10), aconteceu no Espaço Wynn, do WTC, a 2da edição do Nokia Camp. E, como este blogger foi convidado para o evento, faz aqui os relatos e impressões sobre o evento.

Assim que se adentrava no Espaço Wynn, fazia-se as devidas identificações para recebimento de crachá e senha para utilização do WiFi (para todo mundo que tinha aparelhos com este recurso. Eu era um dos poucos que não tinha um aparelho com WiFi integrado, mas isso já foi resolvido. Sim, amigos: tomei coragem e comprei o Nokia E51. Em breve, minhas impressões dele). Além disso, era solicitado a ativação do Bluetooth para recebimento de conteúdo exclusivo e, uma vez ligado, o primeiro conteúdo recebido foi esta imagem do início do post.

O espaço foi transformado em uma lounge, o que deixava o ambiente agradável, mais informal, facilitando a interação com outras pessoas que você até tem vontade de cumprimentar, mas não tinha chances antes disso. Fora que, como a própria Nokia queria, a convergência se fez de forma muito prática, com muita gente filmando, fotografando, blogando e, principalmente, twittando.

Nesta parte principal, ocorreram diversas palestras, com algumas personalidades ligadas à mobilidade, falando dos mais diversos temas, como convergência digital, comportamento do usuário brasileiro, investimentos e recursos novos, e até comportamento de celebridades nas mídias digitais. Quando se esperava que o assunto fosse ficar apenas na parte dos smartphones e celulares, se enganou. Foi bem além disso.

Nos outros espaços, haviam painéis e apresentações temáticas, de acordo com os assuntos que a Nokia queria dar ênfase no evento: aplicativos, mapas, messaging, vídeo e foto e música, cada uma durando cerca de 30 minutos, apresentando as novas soluções da empresa e de parceiros comerciais, como a Navteq e a EMI, para apresentar aos presentes as novas propostas deles, e para buscar um termômetro (direta ou indiretamente) do que os usuários gostariam de ter nas próximas gerações de aparelhos Nokia. Sempre focando nos principais aparelhos da empresa (Nokia N97 e N900), e focados nas tendências de trabalho com as plataformas Symbian e Maemo.

Isso rolou durante toda a tarde, até começar a apresentação do Danilo Gentili, que durou cerca de 1 hora. Eu acabei gravando pouco mais de 40 minutos de vídeo desta apresentação com a câmera do Nokia 6120. Vai ser meio impraticável colocar este vídeo aqui, mas prometo que, para quem ouvir o TargetHD News Podcast desta semana, terá uma surpresinha bacana…

Algumas das coisas a se destacar: 1) o contato com pessoas que são sim importantes e relevantes, com a possibilidade de você acompanhar seu trabalho mais de perto; 2) as informações lá adquiridas, uma vez que você acaba tendo contato com produtos e serviços com uma maior riqueza de detalhes; 3) as pessoas novas que você acaba conhecendo por lá, que fazem a mesma coisa que você, que gostam da mesma coisa que você faz, e que estão lá por gostarem de tecnologia tanto quanto você.

No fim, happy hour geral, onde todo mundo pode falar com todo mundo, troca de informações e cartões de visitas, comida e bebida à vontade… enfim, tudo para agradar a todos que passaram uma tarde com muita informação e tecnologia.

No fim, todos receberam uma simpática canequinha térmica. Boa para café com leite ou achocolatado.

Mais uma vez, quero aqui agradecer ao Grupo RIOT e a Nokia Brasil pelo convite. Na minha opinião, o evento, como um todo, foi o máximo, e acredito mesmo que foi um grande sucesso. Espero que, em oportunidades futuras, que eu possa ter a honra e o privilégio de estar presente em um evento de uma das gigantes da tecnologia. Para mim, foi uma grande satisfação.

Mais informações sobre o Nokia Camp 2009? Clique aqui e visite a página do evento, no blog Sem Limites, da Nokia.