nokia-9500-il8

A Microsoft anunciou hoje (18) a venda da sua divisão de telefones básicos para uma subsidiária da Foxconn, em parceria com a empresa finlandesa HMD Global Oy. E essa operação pode realizar o sonho de muitos usuários: a volta da Nokia, com smartphones e tablets com o sistema operacional Android.

O plano começa com o CEO da HMD, Arto Nummela, atual diretor da divisão móvel da Microsoft, que trabalhou na Nokia antes da mesma ser incorporada pela gigante de Redmond. Outro velho conhecido dos finlandeses, Florian Seiche, será o presidente da empresa. Ou seja, a companhia ficará nas mãos que conhecem perfeitamente como foram os dias de glória da marca no passado.

A HMD garante que vai investir US$ 500 milhões nos próximos três anos para desenvolver e distribuir seus produtos. O dinheiro chegará de investidores e dos lucros gerados pela recente compra da divisão dos dispositivos básicos. A Nokia terá pouco a aportar no desenvolvimento dos futuros dispositivos, mas será encarregada de oferecer alguns requisitos mínimos para cuidar de sua marca, evitando que a nova empresa ofereça dispositivos de baixa qualidade.

Para a FIH Mobile, subsidiária da Foxconn, fica a parte de disponibilizar as fabricas que vão montar os smartphones e tablets desenvolvidos pela HMD. As duas empresas terão acesso às patentes da Nokia, de modo que a FIH também pode desenvolver soluções para dispositivos da marca.

É uma notícia importante, e que deixa os mais nostálgicos eufóricos. Mas é sempre importante lembrar que a marca volta ao mercado em um momento onde não só temos um segmento saturado, mas com uma concorrência muito maior e com oferta de produtos excelentes em todas as categorias. É preciso observar como os envolvidos conseguem lidar com esse novo cenário.

Via Nokia