nokia-alcatel-lucent

A Comissão Europeia aprovou a compra da Alcatel-Lucent pela Nokia, uma operação concluída pelo valor de US$ 16.6 bilhões.

É uma das operações mais importantes da Nokia depois da venda de sua divisão móvel para a Microsoft, algo que como sabemos não impediu que os finlandeses voltassem ao mercado com o tablet N1, mas limita por enquanto suas opções de um retorno real ao mercado de smartphones.

Com essa compra, a Nokia reforça sua posição no setor de telecomunicações sem ser necessariamente um risco para a livre concorrência, tal como assinalou a Comissão Europeia, que destacou a presença de uma competição sadia com empresas do setor (Ericsson, Samsung, Huawei e ZTE).

É preciso ter muito em conta que a operação de compra da Alcatel-Lucent deixa claro mais uma vez o interesse da Nokia em solidificar a sua aposta como empresa dentro do setor das telecomunicações em nível profissional e estrutural, muito além das soluções de consumo geral, com tablets e smartphones.

Obviamente, isso não quer dizer que a Nokia via desistir do setor de consumo, mas sim que esse já não é mais o objetivo prioritário da empresa.

Via NeowinBBC