Nokia

Hoje, 12 de maio, a Nokia comemora 150 anos do seu nascimento. Originalmente a empresa era uma fábrica de celulose finlandesa, criada pelo engenheiro Fredrik Idestam.

A Nokia só entrou no setor de equipamentos de telecomunicações em 1960, se tornando mundialmente conhecida. Em 1967, eles contavam com cinco empresas diferentes, onde apenas uma delas era dedicada ao setor eletrônico. E todas essas empresas se convergiram em uma só: a Nokia Corporation.

Entre os feitos que transformaram a Nokia em uma gigante do setor móvel, podemos destacar:

– No começo da década de 1990, a decisão de assumir o segmento de telecomunicações o seu negócio principal.
– 1991: a primeira chamada telefônica via rede GSM.;
– 1992: Lançamento do Nokia Mobile Senator, telefone móvel que era instalado em automóveis.
– 1994: Lançamento do Nokia Mobira Talkman, o primeiro telefone portátil da empresa.
– 1996: Lançamento do Nokia 8110, que se tornou muito popular ao aparecer no filme Matrix. Custava US$ 1.000, e trazia como inovação a atualização de sua firmware via OTA (Over The Air).
– 1997: Lançamento do Nokia 9000i Communicator, considerado por muitos ‘o primeiro smartphone do mercado mobile’.
– 1999: Lançamento do Nokia 3210, o primeiro modelo destinado ao grande público, com mais de 150 milhões de unidades vendidas.
– 2003: Lançamento do Nokia 1100, não só considerado o celular mais popular de todos os tempos, mas também o dispositivo eletrônico mais vendido da história, com 250 milhões de unidades vendidas em cinco anos de produção.
– 2007: Lançamento do Nokia 1200, o celular mais barato da história, já que o modelo que em alguns países foi oferecido de graça por operadoras, empresas e entidades bancárias apenas pelo fato do cliente abrir uma conta.

nokia-1100

Essa é uma pequena mostra da importância da Nokia na história das telecomunicações. O lançamento do iPhone e a chegada do Android marcaram o declive daquela que foi líder de mercado por 15 anos e, ao lado da Motorola, a grande dominadora do mundo mobile.

Em setembro de 2013, a Microsoft adquiriu a divisão mobile da Nokia, dando assim um fim à uma era, mas não o fim da Nokia, mesmo que o seu futuro não esteja mais relacionado ao mercado de mobilidade. A última iniciativa da empresa nesse sentido foi a compra da Alcatel-Lucent por 15.6 bilhões de euros, para se transformar assim na segunda fabricante mundial de redes de telefonia móvel, ficando atrás apenas da Ericsson.

Muitos de nós começaram no mundo da telefonia móvel com um celular da Nokia. E por conta disso, ela ainda segue viva no coração de muita gente. E não é todo dia que alguma coisa completa 150 anos de vida.

Por isso… parabéns, Nokia, pelos 150 anos!

19361979

Nokia Lumia 930