nokia-n9-trio

Muito se falou sobre a possível volta da Nokia ao mundo dos smartphones. A volta aconteceria depois da venda da divisão de dispositivos para a Microsoft, e pode acontecer com o Android como o seu sistema operacional, algo que aconteceu com a linha X.

Diante dos rumores, a própria Nokia quis esclarecer as coisas. A empresa avisa que a volta vai ter que esperar até, pelo menos, o último trimestre de 2016, data acordada com a Microsoft e, mesmo assim, não será uma tarefa simples. Os nórdicos afirmam não ter a mesma capacidade de antes para fabricar e distribuir novos smartphones, e vai se limitar a colocar a sua marca em dispositivos fabricados por terceiros.

Robert Morlino, porta-voz da Nokia Technologies, fez as declarações que jogam por terra as ilusões de muitos usuários, ou que o discurso mudou um pouco, para não dizer o mínimo. Em abril, o texto era outro, onde eles afirmavam que não haveriam novos smartphones Nokia.

 

Por falta de recursos próprios, o jeito é licenciar

Dessa vez, além de deixar a porta aberta, a Nokia explica bem a sua posição atual. Os finlandeses estão centrados em outros negócios, como equipamentos para infraestrutura de redes ou serviços de localização e mapas. Com o fim do negócio dos smartphones em 2014, foi embora também a sua capacidade de fabricar, distribuir e produzir o marketing nos dispositivos, algo que é difícil de se recuperar.

Mas eles garantem que a única forma de voltar a colocar a marca no mercado de telefonia seria através de um acordo com uma empresa ‘de nível mundial’, que se encarrega de todo o resto, desde a fabricação até a chegada nas lojas. A Nokia colocaria a marca, as ideias de design e diferenciais.

Vendo que esse acordo aconteceu para lançar o tablet Nokia N1, não podemos descartar a possibilidade de ver um novo smartphone Nokia, ainda que apenas pelo nome. Mas como eles mesmos lembram, essa volta ao mercado só vai acontecer no final de 2016. Ou seja, as primeiras pistas sobre um novo smartphone da Nokia terão que esperar.

Via Nokia