realidade virtual

 

Apesar dos robôs sexuais serem a tendência do futuro, é a realidade virtual que melhor está se aproveitando da pornografia. No Japão, uma empresa disponibiliza salas privadas para usuários usufruírem do pornô em realidade virtual.

No meio do ano passado, o país sediou o primeiro festival do pornô em realidade virtual, e essa nova iniciativa da produtora Soft on Demand é a prova clara que esse segmento tem público cada vez maior, e mais entusiasta.

 

Salas com um “ambiente satisfatório”

 

Funciona do mesmo jeito que uma sala pensada nos videogames. O Soft on Demand oferece um tempo de visualização gratuito como isca: se o usuário gostar da experiência, pode contratá-lo por horas, pagando aproximadamente R$ 18 por hora.

Convenhamos: mais barato que muita profissional do sexo que você pode encontrar por aí.

 

As salas contam com um “ambiente satisfatório” e paredes com insonorização. Tudo para que o usuário entre no clima imersivo, fique tranquilo e se divirta da melhor forma possível.

A ideia da Soft on Demand chega oito meses depois da VR Bangers Hotel Experience, um hotel com quartos com pornografia em realidade virtual.

Vamos ver se a moda pega em outros países.

 

Via The Next Web