the-deaf-may-be-able-to-hear-with-their-tongues

Na Universidade Estatal do Colorado (EUA), pesquisadores trabalham em um inovador sistema que converte o áudio em sinais elétricos que são enviados diretamente para a nossa língua. Essa seria uma nova forma de comunicação para pessoas com problemas auditivos.

No ponto atual de desenvolvimento do projeto, temos uma placa que é colocada diretamente na língua, onde os elementos externos são ‘desenhados’, convertendo os pulsos que serão interpretados pelo usuário, tal como fazemos com os dedos quando identificamos uma mensagem em Braile.

Ou seja, o usuário terá que aprender uma nova linguagem, um processo com curva de aprendizado que pode durar de dois a três meses. A equipe está desenvolvendo sistemas de aprendizagem para colocá-los em prática junto com o lançamento do dispositivo.

650_1000_3042729-slide-s-3-in-the-future-the-deaf-may-be-able-to-hear-with-their-tongues

Também há um trabalho complicado para os criadores da linguagem, já que eles tentam ‘mapear a língua’ de todo o tipo de pessoa, para que os sinais elétricos tenham algum sentido. nesse momento eles são capazes de criar soluções muito efetivas para pessoas concretas, mas precisam ampliar a fórmula para que um dispositivo possa ser funcional para muitas pessoas.

Não há muitas informações sobre a placa em si, ou do sistema que reconhece o áudio. Sabemos que é composto por 20 eletrodos, capazes de modular o pulso de 30 a 100 vezes por segundo. O dispositivo não visa substituir um implante, mas sim ser uma alternativa muito mais acessível, dispensando uma intervenção cirúrgica e que muitas vezes não pode ser realizada.

O vídeo a seguir mostra como é o seu funcionamento.

 

Via Fast Company