Nintendo Switch

 

Julian Eggebretch, co-fundador da Factor 5 e responsável por jogos como Star Wars: Rogue Squadron e Lair, confirmou em recente entrevista que o Nintendo Switch está no meio do caminho entre o Wii U e o Xbox One em termos de potência.

Isso já estava claro apenas na lista de especificações técnicas oficiais do novo console, mas é sempre bom ter uma confirmação oficial por conta das particularidades que podem apresentar os processadores de diferentes arquiteturas e placas gráficas de diferentes gerações, além das adições complementares, como a memória eSRAM presente no console da Microsoft.

Outro dado importante: Julian confirmou que é muito fácil desenvolver para o novo console da Nintendo, mais fácil inclusive que para o PS4, algo possível graças à parceria com a NVIDIA nas ferramentas de desenvolvimento utilizadas na criação de jogos para o Switch. Esse detalhe pode estimular novos projetos que explorem ao máximo suas capacidades, simplificando o processo e reduzindo os custos e os prazos.

A seguir, um resumo das especificações básicas do Nintendo Switch, do Wii U e do Xbox One.

 

 

Nintendo Switch

 

– Processador quad-core ARM CortexA57 (64 bits) a 2 GHz máximo
– GPU Maxwell (GeForce 900) com 256 shaders de até 1 GHz
– 4 GB de LPDDR4 compartilhada entre sistema e gráficos
– 32 GB de armazenamento interno (até 400 MB/s de velocidade de transferência

 

 

Wii U

 

– Processador IBM PowerPC com três núcleos a 1.2 GHz
– GPU AMD Radeon Latte (Radeon HD 4000) com 480 shaders a 550 MHz
– 2 GB de DDR3 compartilhado entre sistema e gráficos
– 8 GB de armazenamento interno (modelo base)

 

 

Xbox One

 

– Processador x86 AMD Jaguar octa-core  1.75 GHz
– GPU GCN (Radeon HD 7700) da AMD com 768 shaders a 853 MHz
– 8 GB de DDR3 compartilhado entre sistema e gráficos
– 32 MB de eSRAM par aumentar a largura da banda da GPU
– 500 GB de disco rígido

 

Via Gamingbolt