Nintendo Switch

 

A Nintendo apresentou oficialmente o Nintendo Switch, console de nova geração da empresa japonesa. O produto chega ao mercado no dia 3 de março em alguns países, e tem preço sugerido de US$ 299.

A Nintendo promete “modificar a forma do usuário jogar”, graças aos seus controles e sua mobilidade. Garante que o produto reúne tudo que há de melhor das máquinas de jogos que eles produziram nas últimas três décadas, desde suas funções até o conceito global, híbrido, para uso como console de mesa e portátil.

O console terá vários modos de jogo. Diretamente no console como no modo tablet, em qualquer lugar como Handheld adicionando os controles modulares Joy-Con ou na tela grande, no modo TV, quando o console estiver na sua base.

A autonomia de bateria do Nintendo Switch fora da base está posicionada entre 2 e 6 horas. É pouco para alguns jogos, mas isso já era esperado por conta do seu tamanho e potência. Para a recarga, se utilizará uma porta USB Type-C padrão.

 

 

Jogos

 

 

Uma das novidades positivas do Nintendo Switch é que ele não estará bloqueado por região, permitindo que qualquer jogo comprado em qualquer região do planeta funcione com o console comprado no país de origem.

A Nintendo não ofereceu informações adicionais sobre suas especificações, mas garante que o Switch vai rodar jogos que até agora era impossível de se jogar. Não sabemos se haverá retrocompatibilidade com jogos anteriores.

Poucos jogos foram confirmados para o lançamento, com exceção de The Legend of Zelda: Breath of the Wild, apresentado na E3 2016, ou o esportivo 1,2 Switch. Os demais jogos citados não tem data confirmada de lançamento: Arms, Splatoon 2, Super Mario Odyssey ll, Xenoblade, Shin Megami Tensei, Project Octopath Traveler, Fire Emblem Warriors, Dragon Quest Heroes II e Skyrim Special Edition.

A Nintendo garante que teremos até 80 jogos para o Nintendo Switch, mas nem todos estarão disponíveis no lançamento do produto. O que está claro é que o grande apelo inicial está em The Legend of Zelda, mas vamos aguardar o restante do catálogo para ver do que o console é capaz nesse aspecto.

Está confirmado que a EA Sports está desenvolvendo para o Switch, ou seja, podemos ver jogos como FIFA rodando no console. Porém, seguimos sem saber se poderemos jogar no produto as grandes sagas de terceiros e a potência real do console frente ao Xbox One e PS4. Só foram mencionadas a Electronic Arts e a Square Enix como produtoras.

A Nintendo também anunciou um serviço de jogos online pago, mas com testes gratuitos desde o seu lançamento em março até o terceiro trimestre de 2017.

 

 

O Nintendo Switch vai custar US$ 299, um preço acima do que o esperado. Mesmo sendo mais barato que os seus principais concorrentes, tanto o PS4 como o Xbox One também podem ser adquiridos com preços muito baixos em mercados alternativos, o que pode ser um problema para a Nintendo.

A Nintendo vai vender em separado acessórios e outros controles mais clássicos e avançados que os controles modulares, como o Pro Controller, que custará US$ 69.

O console chega ao mercado em 3 de março, em várias regiões do planeta (América, Europa e Ásia), mas sem citar todos os países que vai receber o produto em um primeiro momento.

Ainda há muitas coisas por saber do Nintendo Switch. A seguir, os trailers dos jogos apresentados e a apresentação completa em vídeo, além de mais fotos.